Nike International

Nike International

Acho que podemos começar a preparar os corações e os bolsos para as surpresas das Olímpiadas, ontem lá na gringa foi lançada a “UNLIMITED” collection cheia de peças coloridas.

nike-unlimited-olympics-collection-7 nike-unlimited-olympics-collection-8

E oje no Brasil foi lançada a coleção Nike International.

Em 1989, a Nike identificou a necessidade de organizar seus atletas de atletismo. Para isso, criou um clube global que iria amplificar suas habilidades. O clube era chamado Nike International.

Nike International ajudou os atletas a realizar seu potencial e manter seu máximo em performance. Eles possuíam estilo e ginga que energizaram o clube, e que é carregado por nomes da nova geração como Matt Centrowitz Jr.

“Eu gosto de chamar a atenção com o que eu visto”, explica Matt, “Isso é a corrida em pista: você e o relógio”.

FA16_NSW_NikeIntl_On-Body_Womens_1476_HFR2  FA16_NSW_NikeIntl_On-Body_Womens_1651 2_HFR2 FA16_NSW_NikeIntl_On-Body_Womens_1716_HFR1 FA16_NSW_NikeIntl_On-Body_Womens_2195_HFR1

Nike Sporstwear revisita Nike International em uma nova coleção, de vestuário e calçados criados para o dia-a-dia, inspirada na atitude ousada e sem limites do primeiro clube de corrida global da Nike. Unindo corredores ao redor do mundo desde 1989 e destacando estilo e estética das atuais estrelas das pistas.

Pela primeira temporada, Nike International retrata a energia rústica e cinética do Rio de Janeiro, por meio de uma impressão aérea das luzes do Rio durante a noite e detalhes reflexivos.

A coleção Nike Internacional chega em Nike.com e revendedores selecionados a partir de 1° de julho.

 

Nike Pegasus 33

Nike Pegasus 33

O Pegasus foi o primeiro tênis da Nike que usei na vida.

Isso foi em 2008 e o modelo chamava Pegasus +25, então ano seguinte meu irmão trouxe de Londres pra mim +26, mas nos 3 anos seguintes me envolvi com a tecnologia Lunarlon (combinação de espuma + ar) , comecei a usar o LunarGlide e acabei deixando o Air/Waffle de lado por um tempo.

pegasus25

(Pegasus +25)

pegasus26

(Pegasus +26)

Voltei pra ele em 2013, quando foi lançada a versão +30. Era um tênis mais minimalista e inspirado no modelo de 1983, então desde lá não deixei mais de usar as atualizações.

pegasus30

(Pegasus +30)

Em 2014 a Nike lançou a nova coleção de tênis de corrida que se chamaria ZOOM AIR (Structure, Pegasus, Elite e Streak), e como parte desta família o Pegasus não mais se  ele chamaria “Nike Air Pegasus +” que remetia ao dispositivo do Nike Plus)  e sim “Nike Air Zoom Pegasus 31”.

pegasus31

De lá pra cá ele deu uma diminuída no peso, no drop, ganhou cabos FlyWire  e em 2016,o favorito do atleta Mo Farah,  ganhou uma cápsula de AIR também na parte da frente.

Sobre a versão 33, ele possui:

  • Entressola Cushlon macia que proporciona amortecimento e suporte.
  • Camada sem costura na região dos dedos para aumentar a durabilidade.
  • Cortes profundos permitem amplitude natural de movimentos.
  • Pistões Waffle no solado para tração em diferentes superfícies.
  • Peso: 243 gramas (tamanho feminino 37)

pegasus33

831356-106-Sole

Na minha opinião o Pegasus é um tênis completo e serve para distâncias curtas, longas, treinos rápidos etc.

A versão que recebi foi a Jungle Pack  e a rosa com preto degrade comprei, pq sou dessas librianas que nunca gosta de nada, mas quando gosta de uma coisa quer de todas as cores.

IMG_0371

Usei duas vezes, com e sem meia e não tive problemas de bolhas. Quando não estou correndo acho um pouco estranha a sensação da cápsula de AIR na parte da frente, parece uma pedrinha embaixo da palminha, mas na corrida isso é imperceptível e a resposta dele nas passadas rápidas foi muito boa.

O Pegasus 33 custa R$499,00 mas se vc não estiver afim de gastar toda essa grana agora, vá atrás das versões anteriores que também são muito boas.

(Foto KicksOnFire)

 

 

 

 

 

 

Inverno na rua ou na esteira?

Inverno na rua ou na esteira?

Hoje de manhã – umas 6am – olhei no telefone e o termômetro marcava 3 graus. Tava tão frio que não conseguia nem pensar em que roupa usar no treino do dia…quanto mais em levantar.

Em dias como hoje o segredo é não pensar muito e sim levantar e começar a funça. Coloquei legging, top, manga longa, corta-vento e fui.

O vento queimava o rosto, entrava nos ouvidos e por uns instantes pensei em abortar e voltar pra casa. Mas o Sol estava subindo, o dia começando a ficar lindo e sabia que ia me arrepender se desistisse no meio. Na real até gosto de correr no frio, mas acho que não estou preparada para 3 graus e hoje senti um pouco de dor de cabeça e de ouvido

Então fiquei pensando sobre a real necessidade de correr com tantos desconfortos, e percebi que um treino assim mais serve para prejudicar do que para trazer benefícios, por isso combinei com o WO que nos dias mais “treta” vou correr na esteira…que pra mim nem é mais um terror, já que uma vez por semana subo no equipamento.

No dia do rodízio chego cedinho na Bodytech, corro (sozinha ou na aula) e faço musculação. A academia é tão perto do trabalho e a estrutura que tenho lá é tão boa para treinar, me arrumar e chegar no horário certinho para trabalhar, que ultimamente tenho me policiado bastante para não deixar de correr na rua.

Além da comodidade, correr na esteira oferece benefícios que vão além de proteger do frio e chuva:

  • Menos impacto nos joelhos, quadril e tornozelo (chega a ser 3 vezes menor);
  • É fácil manter o ritmo;
  • É fácil brincar com o ritmo;
  • Dá pra fazer ladeira;
  • Dá pra melhorar a técnica da corrida;

E por aí vai…

Como tudo na vida, podemos olhar pelo lado bom ou pelo ruim, e no caso da esteira o lado ruim é o tédio.

Já tive histórias de amor (principalmente nas aulas de running) e de ódio com o equipamento, mas hoje aprendi a olhar com outros olhos, e a perceber os momentos onde é mais interessante um treino mais seguro na esteira do que um perrengue na rua.

O lance é se policiar para não fazer sempre apenas o que é confortável, mas sim entender o que é mais seguro no momento.

Wanderley deu carta branca!

 

Não dependa de nada para correr

Não dependa de nada para correr

“Ai, não consigo correr sem fone.” / “Ai, não consigo correr na esteira.” / “Ai, não consigo correr na rua.” / “Ai, não consigo correr sem GPS.” / “Ai, não consigo correr sozinha.”

Você já parou pra pensar sobre as coisas te prendem e te fazer ser dependente para correr?

Quando comecei na corrida lembro que era super dependente de música e esteira, chegava ao ponto de sempre querer a mesma esteira, e caso ela estivesse ocupada ia pedalar.

Com o tempo fui aprendendo a libertar minha corrida, me desprender de coisas bobas que acreditava serem extremamente necessárias, quando na verdade não faziam diferença alguma. Respeito, mas não consigo entender quando hoje alguém me fala que não consegue correr sem música.  Quando resolvi tirar o fone descobri que o ato de correr era muito mais do que colocar um pé na frente do outro e um verdadeiro mundo novo se abriu pra mim.

Sobre correr sozinha também. Concordo que a corrida é um esporte democrático e que une as pessoas, mas também não consigo entender o fato de alguém não conseguir correr sozinha. É uma delícia correr com as amigas, mas a verdadeira mágica acontece quando nossa única companhia no asfalto somos nós mesmas. Tanto o crescimento em performance, já que cada um é um, quanto a evolução emocional.

Além disso, as boas idéias nunca vem num bla blá run, elas costumam aparecer naquele treino solitário numa manhã fria de Quarta-Feira quando uma luz se acende nos pensamentos. Bom, pelo menos comigo é assim que funciona.

Enfim, respeito todos os corredores e suas dependências (embora ache um saco qdo uma amiga me chama p correr e vai de fone), mas venho por meio deste instigá-los a se libertar do que te prende.

Não precisa abrir mão de nada, mas exercite a capacidade de ser livre.

De vez em quando vai sem música, sem relógio, sem amigo, sem tênis novo. Leva só seu tesão, seu amor pela corrida, sua vontade de correr cada vez mais forte e mais longe. E então se um dia tudo desaparecer e só restar você e seu amor pela corrida, tudo vai ficar bem também.

Prometo que vai ser legal e que suas chances diárias de desistir vão diminuir um monte.

Namastê.