A moda nos Jogos Olímpicos 2016

Claro que durante os jogos as atenções estarão todas voltadas para os momentos de disputa, mas isso não tira o brilho e a importância dos momentos nonperformance.

Durante as cerimônias poderemos contemplar o encontro da moda com o esporte, com os atletas vestidos em trajes praticamente de gala e super assinados por grandes estilistas.

Sem dúvida, os uniformes mais lindos são os da delegação cubana.

Os atletas usarão uma bela coleção de looks assinados pela marca Sport Henry e sapatos Louboutin especialmente desenhados para a ocasião. As peças com shape impecável, trazem os elementos tradicionais do país e as cores da bandeira – azul, branco e vermelho

03-PANAMERICANO_01-112-CUBAN_FLAG__RENE_HABERMACHER_2

louboutin-cuba  Christian-Louboutin-Cuba-Olympics-5

A Lacoste vestirá o time francês, e o diretor criativo da marca, Felipe Oliveira Baptista, apostou no minimalismo e nas cores da bandeira do país.

A marca também abrirá a Maison Lacoste, pop up na Casa da França – meeting point da torcida francesa durante os jogos instalado na Sociedade Hípica Brasileira, na Lagoa e local que vai reunir as coleções Supporter e a exclusiva France Collection.

lacoste5 lacoste6

A Polo Ralph Lauren vestirá os atletas americanos tanto nos momento “non” quanto nos momento de performance.

Os looks para os compromissos são bonitos, mas bem “coxinha”. As pças são inspiradas nas tendências navy e preppy, e poderão ser adquiridas no site da marca.

Ralph-Lauren-outfits

Os atletas canadenses virão com uniformes da luxury brand Dsquared2, e as peças são inspiradas nos índios canadenses.

Achei os looks interessantes, as peças são inspiradas no encontro mais incrível que o esporte pode fazer: com a alfaiataria.

As peças trazem detalhes e cortes assimétricos que dão uma cara bem “sportswear” jovem à coleção.

canadagallery.0.0

O uniforme do time koreano foi inspirado no Zika vírus, as peças foram desenhadas para proteger os atletas do mosquito e no tecidos das peças foi adicionado um componente químico que repele o mosquito.

Legal né?

:O

SEOUL, SOUTH KOREA - APRIL 27:  South Korean Olympians and models pose during the Official Uniform Launch at Taereung National team training center on April 27, 2016 in Seoul, South Korea. Today marks 100 days until the start of the 2016 Rio Olympic Games.  (Photo by Chung Sung-Jun/Getty Images)

Os uniformes do Brasil são assinados pela estilista Lenny Niemeyer, feitos em parceria com a C&A e inspirados na fauna, flora e litorais brasileiros.

uniformes_brasil

Deixando as reclamações sobre Olimpíadas de lado, e olhando por outra perspectiva, essa é uma oportunidade incrível pra gente se inspirar nos bons frutos que os jogos trarão, e certamente no assunto moda serão muitos.

 

 

 

Coleção de tops Nike Pro Bra

Semana passada a Nike lançou a nova coleção de tops com produtos super personalizados, e modelos para todos os tipos de corpo e esportes.

nike_pro_bras

O conjunto, que traz cinco modelos de tops diferentes, é fruto de mais de dois anos de pesquisa, testes biomecânicos e experiências de design, com o objetivo de proporcionar um caimento personalizado para cada corpo.

Os tops Nike Pro Bra incorporam opiniões e informações fornecidas pelas atletas de elite da Nike, dentre elas Allyson Felix e Skylar Diggins, e as silhuetas foram atualizadas para dar a melhor sustentação possível – no campo, nas quadras, nas pistas e em qualquer lugar.

Outro dia fiz um post explicando a importância de um bom top de corrida, caso alguém não tenha lido o link é ESSE, e a Nike criou no site uma página bem didática tb explicando passo a passo como escolher seu produto ideal, que está nesse link.

guia_de_tops

O primeiro é o Nike Pro Indy, projetado com gola em V e costas nadador baixa.

Não corro com ele pois esse top possui  suporte leve e é indicado para esportes de baixo impacto, como caminhadas, musculação e yoga.

As alças finas podem ser ajustadas para o melhor ajuste e nesta nova versão ele vem com uma bainha elástica que dá um efeito bem lindo.

NEW-NIKE-PRO-INDY-COOL-BRA-805189_100_A_PREM NEW-NIKE-PRO-INDY-COOL-BRA-805189_100_C_PREM

O Rival e o Hero nunca usei, pois são indicados para atletas com seios grandes, o que não é meu caso. O Fierce até gosto, mas não é meu preferido pois não sinto que ele me “abraça”.

Agora minha grande estrela:

NEW-NIKE-PRO nike_pro_bra_pink

O Nike Pro Hyper Classic, que desta vez veio com bojo removível (tirei pq detesto bojo) e listrinhas de textura flocada (tipo um veludinho) que ajudam a dar suporte ao top.

Hoje corri com ele pela primeira vez e gostei muito da sustentação, apesar de ser uma peça criada para atividades de impacto médio, como ciclismo, dança e aulas de cardio.

Senti meus peitos bem seguros, e mesmo de TPM não tive nenhum incômodo. Ele é feito com duas camadas fininhas de tecido, sendo que a de cima é de compressão.

As listras nas laterais que contornam até as coisas deixam o desenho do busto muito bonito, assim como o tule das costas que além de lindo ajuda a evitar que a peça fique pesada ensopada de suor.

Também gostei muito do elástico do tórax ser mais baixo, pois isso evita o atríto embaixo dos peitos.

Posso afirmar tranquilamente que o Nike Pro Classic é meu top perfeito. Uso ele a muitos anos, em muitas distâncias e a cada evolução passo a gostar ainda mais desse produto.

#topdemaratona

Ele custa R$149,00 e pode ser encontrado em 4 cores.

New Balance 15k

Ontem aconteceu em São Paulo, sob um lindo Sol de inverno, a 3ª 15k Series da New Balance, esse ano também com a etapa Goiania.

A prova foi organizada pela Epic Sports e trouxe algumas cerejas que não encontramos em outros eventos, por exemplo o chip descartável e a gravação de tempo nas medalhas na hora.

percurso_nb_15k

kit_nb_15k

Não dá mais pra pensar em provas de corrida de rua sem pensar em tecnologia, essa história de apuração de tempo no dia seguinte já era. E aproveitando essa automação, a marca também ofereceu uma medalha especial para as 20 mulheres e os 20 homens com melhores tempos líquidos da prova, diferente das outras que premiam por ordem de chegada.

Achei ótimo, as provas estão cheias de pipoca e de gente desonesta fazendo presepada pra ganhar dos outros, que nada me parece mais justo e limpo do que ganhar por tempo líquido.

Enfim, foi uma prova muito bem organizada e com uma estrutura impecável. A largada foi na Marginal na altura do Eldorado, e as tendas, pódio e ativações aconteceram no estacionamento do mall, e não precisamos usar banheiro químico, podendo usar os do shopping.

O percurso é meu preferido de São Paulo, a Marginal Pinheiros, então já coloquei o número de peito animadona.

Não animadona para ganhar ou subir no pódio, pois sei que o nível desta prova é altíssimo e tem até profissionais, mas animada para correr num percurso que gosto num momento onde me sinto forte.

Vou confessar uma coisa aqui: largar da frente não me faz bem. Primeiro porque geralmente não conheço as pessoas, depois porque as nega ficam fuzilando a gente com o olhar e terceiro porque odeio correr me sentindo pressionada. Então como sabia que não ia pra disputar escolhi largar mais de trás com a Ju Winterink e com a Neidoca Vida Corrida que encontramos por acaso ali na multidão. Acho que estávamos perto do pacer de 5:30.

Foi ótimo, pois como a prova não estava lotada não tive que ficar desviando nem tive problema em encaixar o ritmo.

3B8801E5-4DA8-48F1-B0DB-0E904360E57C C7E9EA39-2FC2-42D0-A9D7-7134EAA2CB14

Prova boa pra mim é aquela que corro em segurança, sabendo até onde posso ir. Não sou atleta profissional e não tenho a menor intenção de tentar fazer coisas que provavelmente meu corpo não vai aguentar.

E é justamente pra isso que servem os treinos de qualidade, pra ajudar a condicionar o corpo de pouquinho em pouquinho a ir além, e também para nos mostrar onde é nosso limite. Lembrando disso procuro sempre correr nos limites que conheço, então ontem apertei e segurei sutilmente, sem mudanças bruscas e grandes riscos.

PS: o 4:15 do quarto KM foi porque escutei um “Corre Narva caralho!” que meu namorado e grande incentivador Tiago gritou do meio da Marginal Pinheiros.

Nos kms seguintes emparelhei com o pacer de 4:30 e depois fui sentindo que dava pra aumentar o ritmo. Emparelhei novamente com algumas pessoas que corriam forte, o que foi ótimo, mas procurei respeitar meu limite para manter as parciais do jeito que gosto, sem UPS nem DOWNS.

No décimo primeiro km uma menina de voz suave emparelhou e pediu licença pra ir comigo até o final. Claro que aceitei e fiquei muito feliz, pois  esse espírito de companheirismo é uma das coisas que mais gosto na corrida. Jamais seria escrota com alguém que quisesse correr do meu lado, até porque ali na frente pode ser que ao invés de deixá-la correr do meu lado, eu que passe a correr do lado dela…que aliás foi exatamente o que aconteceu.

new_balance_15k_1 medalha_newbalance_15k

Na retinha final a Mariana de Nadai olhou pra mim e perguntou “Vamos cruzar juntas?”. Eu respondi que sim mas que queria um abraço no final pois ela estava me ajudando muito.

E fomos! Acabei os 15k sem sofrimento mas correta, sem a sensação chata de que poderia ter feito mais. Fazia muito, mas muito tempo que não corria tão bem uma prova e que não ficava tão feliz com um resultado.

O tempo bruto foi 01:04:44 e o tempo líquido 01:04:23.

fernanda_balster

Foto: Fernanda Balster

Eu e Winterink, eu e Marina de Nadai e a personalização da medalha (que fiz com o tempo errado kkkk).

A corrida é um esporte muito louco, porque ao mesmo tempo que tenho passado por uma tsunami emocional em casa, tenho conseguido transformar tudo isso em força pra me dedicar ainda mais nos treinos. Não chego a ver como uma válvula de escape, até porque quando acabo o treinos os problemas continuam ali me esperando, mas vejo a corrida como um meio de fortalecer e me ajudar a estar bem para ficar do lado das pessoas que amo e que precisam de mim.

São momentos como esse que ajudam a acreditar que sou sim uma mulher forte, capaz de resolver e riscar da lista qualquer problema que possa aparecer.

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, não corro pra disputar nada com ninguém. Eu corro porque através do esporte consigo me tornar uma mulher mais forte, mais equilibrada e mais inteligente para orquestrar a vida. A corrida me ensina diariamente a ter calma, enxergar que tudo na vida é construção e dedicação, assim como existem dias duros, dias suaves e que nenhum dos dois dura para sempre.

No final das contas não importa se ganhei ou se perdi, já que na segunda-feira os problemas estarão exatamente iguais de pernas cruzadas me esperando, o que importa é me sentir mais forte para lidar com tudo e muito feliz com o “trabalho” feito na pista. Exatamente como estou agora!

Ps: queria agradecer muito A minha parceirinha Ju Winterink que tem sido uma ótima companheira de treinos e de corrida terapia!

Namastê.

Protetor solar no inverno

Protetor solar no inverno

Este post não é nenhuma novidade, e sim para lembrar que mesmo em época de frio não dá pra fazer a louca e sair pra correr sem filtro solar, certo?

Assumo que não sou a pessoa mais cuidadosa/vaidosa do mundo em relação à pele e tento ser o mais prática possível nesse assunto, resumindo a experiência unicamente ao protetor solar.

Como minha pele não é nem seca nem oleosa, mas tende a ficar meio esturricada no inverno, então esse é o único momento da vida que uso creme. No verão não costumo usar nenhum creme.

No momento estou usando o Skin Food (R$33,00) da Weleda, que é um creme natural feito com óleo de semente de girassol orgânico, extratos de amor-perfeito selvagem, camomila, calêndula e extrato de alecrim.

O Skin Food é um tratamento nutritivo / hidratante para o corpo inteiro, que tb serve como um creme protetor em duras condições meteorológicas, excelente para quem regularmente está ao ar livre.

skinfood

 

Também não ligo muito pra maquiagem, e a única coisa que uso e amo é o BB Cream L´Oreal. Mas tem uma coisa na vida que sou neurótica: PROTETOR SOLAR

Além de proteger contra doenças de pele, ele ajuda a evitar o envelhecimento, manchas de sol, e ao contrário do que a maioria pensa, o FPS deve ser usado todos os dias em todas as épocas do ano, por quem trabalha dentro do escritório e principalmente por nós, que praticamos esporte ao ar livre.

Não tenho preferência por produtos específicos para esporte, aliás até prefiro que não sejam pois a textura dos esportivos costuma ser pesada e grudenta. Por experiência própria, sei que existem ótimos produtos “comuns” nas prateleiras que atendem às necessidades de quem corre, não escorrendo nem ardendo os olhos.

Meu preferido é o Vichy – Capital Soleil 50 sem cor. R$60,00

Passo ele para o treino e depois do banho passo ele para a vida, mesmo em dias nublados.

Descrição do produto: Capital Soleil Vichy FPS 50 é formulado com ativos específicos para garantir máxima eficácia de proteção solar. Contém Água Termal Vichy, conhecida pelas suas propriedades suavizantes e fortificantes, e sistema de filtros orgânicos Meroxyl SX/SL, para proteção contra os danos causados pelos raios UVA e UVB. Esse sistema permite a absorção da energia prejudicial à pele e a transforma em formas de energias não agressivas. O Zinco contido em sua fórmula ajuda na regulação da produção de oleosidade e confere ação antibrilho prolongada.

vichy_capital_soleil_face_velvety_cream_spf50_50ml_0_1398333218_main

Um que gosto bastante e que tem um ÓTIMO custo x benefício é o Neutrogena Sunfresh FPF 70.

Ele é super cheiroso, pode ser usado no corpo e rosto e a embalagem tem 120g, mais do que o dobro dos outros protetores.

Descrição do produto: Sua fórmula possui a tecnologia Helioplex, que proporciona uma solução altamente eficaz contra os raios UVA/UVB. Tem proteção imediata e é resistente à água e ao suor. É indicado para todos os tipos de pele, inclusive para peles extremamente sensíveis ao sol.

sun-fresh-fps70-120ml-neutrogena-protetor-solar

Outro FPS muito bom é o bastão Pink Cheeks, que uso mais na praia e funciona muito bem como base.

Apesar de ser resistente à água e suor, o bastão tem a textura levinha e um cheiro maravilhoso. R$78,00

Descrição do produto: O Filtro Solar Pink Cheeks Pink Stick – 42 Km Rio protege contra os raios UVA e UVB e ajuda a disfarçar leves imperfeições. Resistente à água e ao suor, é ideal para uso diário e prática esportiva.

Pinkcheeks-Pink-Stick-Family-006

Outro produto interessante é o Roc Minesol Oil Control FPS 70 gel creme – R$78,00

Descrição do produto: é um protetor solar facial em gel-creme para pele oleosa. Com fator de proteção 70, protege por até 8 horas o rosto dos raios UVA/UVB e reduz e controla a oleosidade. O Oil Control da RoC previne o envelhecimento precoce, rugas e manchas causadas pela exposição solar. Com seu sistema de filtros solares fotoestáveis, o Tinosorb 5 e Tinosorb M, de altíssima eficácia e longa duração.

C00200JHJ00_Z

Anthelios Airlicium FPS 70 de La Roche-Posay é o mais novo produto da linha solar da marca. R$79,00

Descrição do produto: é indicado para pele oleosa ou acneica, sensível ao sol. Possui textura gel-creme com cor, toque limpo, leve e de rápida absorção. A pele é protegida e todas as causas do brilho (oleosidade e umidade) são controladas, proporcionando uma sensação de pele limpa e fresca durante todo o dia.
Com alta proteção, possui micropartículas matificadoras encapsuladas com 99% de ar, assim, não pesa sobre a pele, oferecendo um controle perfeito do brilho toda vez que a pele produz oleosidade ou umidade.

anthelios

Descrição do produto: indicado para pele oleosa ou acneica, sensível ao sol. Possui textura gel-creme com cor, toque limpo, leve e de rápida absorção. A pele é protegida e todas as causas do brilho (oleosidade e umidade) são controladas, proporcionando uma sensação de pele limpa e fresca durante todo o dia. Possui Sílica, que forme um suave filme e protetor sobre a pele; Octocrileno, filtro responsável por bloquear raios UVA e UVB – melhora a resistência do produto à água; e Propilenoglicol, agente emoliente que adiciona maciez e sedosidade.

É isso amigues, com ou sem sol, não se esqueçam jamais de passar o filtro solar.

Namastê!

Foto: Nike